Prefeitura de Santo André Lança Campanha Santo André pela Paz

O Fundo Social de Solidariedade, em parceria com a Secretaria de Educação, realizou nesta segunda-feira a Campanha Santo André pela Paz, no Teatro Municipal de Santo André. O evento contou com as presenças da primeira-dama Denise Ravin, presidente do Fundo Social de Solidariedade, da deputada federal Keiko Ota, do desembargador Carlos Eduardo Azevedo Pereira, dos escritores Paulo Caruso e Milton Célio, e apresentação do espetáculo infantil O Mundo Imaginário. 

Cerca de 200 crianças estiveram presentes no lançamento, que tem como principal objetivo  conscientizar sobre a importância de combater todo tipo de violência, a exclusão social e o uso de armas de brinquedo. Fizeram parte da campanha  51 Emeiefs e 35 creches, sete das quais conveniadas  à Prefeitura. O projeto deve envolver cerca de 30 mil alunos da rede municipal de ensino.

Evento contou com a presença de Denise Ravin, presidente do Fundo de Solidariedade e da Deputada federal Keiko Ota.

Este novo projeto agregará ainda mais valores às crianças, que são o futuro da nossa cidade. Cada escola poderá desenvolver o programa de acordo com seu planejamento e a realidade em que a comunidade está inserida. A Prefeitura pretendemos ainda envolver toda a cidade, onde os andreenses possam de alguma forma contribuir para promoção da paz, por meio de pequenas ações e “palavras”, afirma a primeira-dama. 

A campanha será realizada nas escolas durante o período de três meses, com encerramento previsto para o dia 28 de novembro, no Complexo Esportivo Pedro Dell Antonia, com exposição dos trabalhos  de maiores destaques realizados pelas escolas que receberão um selo, certificando a participação na campanha, que terá um caráter permanente de fomento à paz.

PROJETO E RECICLAGEM 


Enquanto o combate à violência ganha forma na produção dos trabalhos, todas as crianças serão incentivadas a trocar armas de brinquedo por um jogo ou outro objeto produzido com material reciclável. Quem não possuir, poderá dar em troca um cartão com uma boa intenção, como “não vou falar mais palavrão”, e também receber o brinquedo. 

Para fabricar os brinquedos, os profissionais da Sucatoteca – projeto da Prefeitura que trabalha a partir de sucata no Parque Escola – vão às escolas ensinar os professores e pais do Conselho na produção. A coordenação do projeto pretende envolver e sensibilizar a comunidade não só na confecção, mas também  na coleta do material que poderá ser reaproveitado. Os alunos do berçário receberão chocalhos, os da educação infantil, um bilboquê, e os do ensino fundamental, um jogo da velha.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s